Arquivos
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005

Categorias
Todas as mensagens
 Evento
 Clube do Livro Espirita
 Estudo Espírita Sistematizado
 AULAS - Noções Básicas Espíritas

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Panorama Espírita
 Federação Espirita Brasileira
 Editora Espirita Paulo e Estevão
 André Luiz
 O Mensageiro
 Portal do espirito
 Projeto Terceira Revelação
 FILOSOFIA ESPIRITA - Para Crianças
 Espiritismo e Música
 Revista Espírita Allan Kardec
 Pesquisa Espírita
 Biografia de Caírbar Schutel
 Download de Livos Espiritas
 Biografias Espíritas
 ABRADE - Associação Brasileira de Divulgadores do Espiritismo
 CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
 Bibliografia de Chico Xavier - Universo Espírita
 Literatura Espírita - Universo Espírita
 Livro: Religião dos Espíritos - Universo Espírita
 Universo Espírita





GRUPO ESPÍRITA CAIRBAR SCHUTEL
 


Reflexão - 05

Reflexão Da Semana

 

“O que é o amor?”

 

Vamos refletir sobre este sentimento, muitas vezes mal interpretado, mas que todos possuímos e vemos em sua realização a conquista da nossa felicidade.Participem deixando seus comentários e opiniões através do link [comente] no final desta mensagem.

 

 

Se tendes o amor, tereis colocado o vosso tesouro lá onde os vermes e a ferrugem não o podem atacar e vereis apagar-se da vossa alma tudo o que seja capaz de conspurcar a pureza;Sentireis diminuir dia a dia o peso da matéria e, qual pássaro que adeja nos ares e não se lembra da terra, subireis continuamente, subireis sempre, até que vossa alma inebriada, se farte do seu elemento de vida no seio do senhor.

(O Evangelho Segundo o Espiritismo)

 



Categoria: AULAS - Noções Básicas Espíritas
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 00h38
[] [envie esta mensagem
]





Canto Coral

http://www.cairbarschutel.zip.net/evento

Data: Todo sábado - Hora: 16:00

Local: Centro Espírita Cairbar Schutel

Participe do nosso canto coral sob a coordenação de Adriana Fonseca.

 

A alma é a sublimidade da música.O corpo é a câmara na qual o compositor procura os recursos para reproduzir ou inspirar-se ante a melodia dos anjos.

Emmanuel.

 



Categoria: Evento
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 14h39
[] [envie esta mensagem
]





Reflexão - 04

Reflexão Da Semana

 

“Verifique se você está tentando impor seus pontos de vista aos outros.”

 

Vamos todos refletir sobre esta simples pergunta, que nos leva ao conhecimento de nós mesmos.Participem deixando seus comentários e opiniões através do link [comente] no final desta mensagem.



Categoria: AULAS - Noções Básicas Espíritas
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 20h13
[] [envie esta mensagem
]





Com Amor

 

Com Amor

 

"E, sobre tudo isto, revesti-vos
de caridade, que é o vinculo
da perfeição."
- Paulo. (COLOSSENSES, 3:14.)

 

Todo discípulo do Evangelho precisará coragem para atacar os serviços da redenção de si mesmo.

Nenhum dispensará as armaduras da fé, a fim de marchar com desassombro sob tempestades.

O caminho de resgate e elevação permanece cheio de espinhos.

O trabalho constituir-se-á de lutas, de sofrimentos, de sacrifícios, de suor, de testemunhos.

Toda a preparação é necessária, no capitulo da resistência; entretanto, sobre tudo isto é indispensável revestir-se nossa alma de caridade, que é amor sublime.

A nobreza de caráter, a confiança, a benevolência, a fé, a ciência, a penetração, os dons e as possibilidades são fios preciosos, mas o amor é o tear divino que os entrelaçará, tecendo a túnica da perfeição espiritual.

A disciplina e a educação, a escola e a cultura, o esforço e a obra, são flores e frutos na árvore da vida, todavia, o amor é a raiz eterna.

Mas, como amaremos no serviço diário?

Renovemo-nos no espírito do Senhor e compreendamos os nossos semelhantes.

Auxiliemos em silêncio, entendendo a situação de cada um, temperando a bondade com a energia, e a fraternidade com a justiça.

Ouçamos a sugestão do amor, a cada passo, na senda evolutiva.

Quem ama, compreende; e quem compreende, trabalha pelo mundo melhor.

 

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Vinha de Luz. Ditado pelo Espírito Emmanuel. Lição 5. Edição Internet baseada na 14a edição (Download do livro em http://www.febnet.org.br). FEB, 1996.



Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 10h24
[] [envie esta mensagem
]





Aula nº 06 - Imortalidade da Alma

Há Muitas Moradas na Casa de Meu Pai

 

Os espíritos têm cada um a sua morada, segundo o seu grau de evolução.O universo é a casa de Deus, onde há muitos mundos habitados de diferentes características, uns muito materializados onde o mal predomina, estando seus habitantes sob o domínio de instintos.Estes são mundos primitivos, inferiores ao nosso; Se fôssemos colocar estes mundos em uma escala evolutiva, logo após viria os mundos de expiações e provas, onde há tanto o mal quanto o bem, havendo uma leve predominância do primeiro sobre o segundo, o melhor exemplo que podemos ter é o da própria Terra.Seguindo nesta escala teríamos mundos cada vez mais evoluídos moralmente, até os mundos celestes ou divinos, morada dos espíritos depurados.

 

Divisão de um modo geral dos mundos:

  • Mundos Primitivos
  • Mundos de Expiação e de Provas
  • Mundos regeneradores
  • Mundos Felizes
  • Mundos Celestes

 

Nenhum espírito está preso a um mundo indefinidamente, ele está apenas abrigado no lugar em que suas tendências morais o levaram e o seguram.Qualquer imperfeição moral é uma algema que segura o espírito a um mundo onde haja imperfeições morais, portanto o único culpado de sua vivência em um mundo de dificuldade, dor, injustiça, e tantos outros problemas é o próprio espírito que ainda não está apto a viver em um lugar desmaterializado, onde o mal não mais predomine.Para almejarmos um mundo melhor é preciso antes, sermos dignos dele.Como seremos dignos de viver entre espíritos de luz, enquanto houver trevas em nosso coração?Com que direito pediremos passagem a um mundo superior, enquanto não fizermos nada para que o mundo que hoje nos abriga, como escola divina se torne superior?

 

O céu e o inferno estão dentro de cada um de nós.Nunca conseguiremos enxergar a luz dos mundos superiores, enquanto nossos olhos se mantiverem nas sombras da inveja, do ciúme, da curiosidade pela vida alheia; nosso coração jamais sentirá a pureza do verdadeiro amor cristão vivido nos mundos mais evoluídos, enquanto carregar ódio, rancor, egoísmo e vaidade.

 

Não nos preocupemos em nos tornarmos habitantes de mundos melhores sem o devido crédito, mas em fazer que nossa morada se torne melhor.Nos voltemos para o nosso mundo interior e avaliemos em que grau da escala evolutiva nós estamos.



Categoria: AULAS - Noções Básicas Espíritas
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 10h06
[] [envie esta mensagem
]





Livro do mês de Setembro

Livro do Mês de Setembro de 2005

Cabana de Sonhos

Neste livro, Luiz Sérgio(autor espiritual) traz até seus leitores esclarecedoras noções sobre o comportamento atual da juventude, a preocupante situação do Espiritismo em terras brasileiras, a responsabiliade do orador espírita, aquestão da opção sexual, lançando o alerta de que, para salvar a juventude atual, é necessária a união da família, da escola e da Casa Espírita, tarefa para a qual conclama todos os que dispostos se encontram a permanecer no planeta, transformando em morada regeneradora.

Cabana de Sonhos
Irene Pacheco Machado
Autor Espiritual:Luiz Sérgio
Editora Recanto
Nº de Páginas:431





Categoria: Clube do Livro Espirita
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 09h33
[] [envie esta mensagem
]





Curso Sobre Passe Espírita

http://www.cairbarschutel.zip.net/evento

Data: 02 e 09 de outubro de 2005(Domingo) - Hora: 09 às 12 Horas

Local: Centro Espírita Aurélio Agostinho - Av.Lucas Borges, 61 - Fabricio

Coordenação:Centro Espírita Aurélio Agostinho e G.E.Cairbar Schutel                                              

  • Levar:Caderno e caneta
  • Ler com antecedência temas sobre passe
  • Solicitação Colaboração:um prato de salgado ou quintanda,suco,chá,refrigerante ou café.

A inscrição deverá ser feita no C.E.Aurélio Agostinho ou Livraria Espírita Emmanuel,R.Arthur Machado,288 sala 4, 3312-8327 ou Banca do livro Espírita Maria Dolores,na praça Henrique Kruger, até dia 30 de setembro.



Categoria: Evento
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 20h54
[] [envie esta mensagem
]





O Evangelho Segundo o Espiritismo


A Vida Futura

Pilatos, tendo entrado de novo no palácio e feito vir Jesus à sua presença, perguntou-lhe: És o rei dos judeus? - Respondeu-lhe Jesus: Meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, a minha gente houvera combatido para impedir que eu caísse nas mãos dos judeus; mas, o meu reino ainda não é aqui.

Disse-lhe então Pilatos: És, pois, rei? - Jesus lhe respondeu: Tu o dizes; sou rei; não nasci e não vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade. Aquele que pertence a verdade escuta a minha voz.

(S. JOÃO, cap. XVIII, vv. 33, 36 e 37.)

Por essas palavras, Jesus claramente se refere à vida futura, que ele apresenta, em todas as circunstâncias, como a meta a que a Humanidade irá ter e como devendo constituir objeto das maiores preocupações do homem na Terra. Todas as suas máximas se reportam a esse grande principio. Com efeito, sem a vida futura, nenhuma razão de ser teria a maior parte dos seus preceitos morais, donde vem que os que não crêem na vida futura, imaginando que ele apenas falava na vida presente, não os compreendem, ou os consideram pueris.

Esse dogma pode, portanto, ser tido como o eixo do ensino do Cristo, pelo que foi colocado num dos primeiros lugares à frente desta obra. E que ele tem de ser o ponto de mira de todos os homens; só ele justifica as anomalias da vida terrena e se mostra de acordo com a justiça de Deus.

Apenas idéias muito imprecisas tinham os judeus acerca da vida futura. Acreditavam nos anjos, considerando-os seres privilegiados da Criação; não sabiam, porém, que os homens podem um dia tomar-se anjos e partilhar da felicidade destes. Segundo eles, a observância das leis de Deus era recompensada com os bens terrenos, com a supremacia da nação a que pertenciam, com vitórias sobre os seus inimigos. As calamidades públicas e as derrotas eram o castigo da desobediência àquelas leis. Moisés não pudera dizer mais do que isso a um povo pastor e ignorante, que precisava ser tocado, antes de tudo, pelas coisas deste mundo. Mais tarde, Jesus lhe revelou que há outro mundo, onde a justiça de Deus segue o seu curso. E esse o mundo que ele promete aos que cumprem os mandamentos de Deus e onde os bons acharão sua recompensa. Aí o seu reino; lá é que ele se encontra na sua glória e para onde voltaria quando deixasse a Terra.

Jesus, porém, conformando seu ensino com o estado dos homens de sua época, não julgou conveniente dar-lhes luz completa, percebendo que eles ficariam deslumbrados, visto que não a compreenderiam. Limitou-se a, de certo modo, apresentar a vida futura apenas como um principio, como uma lei da Natureza a cuja ação ninguém pode fugir. Todo cristão, pois, necessariamente crê na vida futura; mas, a idéia que muitos fazem dela é ainda vaga, incompleta e, por isso mesmo, falsa em diversos pontos. Para grande número de pessoas, não há, a tal respeito, mais do que uma crença, balda de certeza absoluta, donde as dúvidas e mesmo a incredulidade.

O Espiritismo veio completar, nesse ponto, como em vários outros, o ensino do Cristo, fazendo-o quando os homens já se mostram maduros bastante para apreender a verdade. Com o Espiritismo, a vida futura deixa de ser simples artigo de fé, mera hipótese; torna-se uma realidade material, que os latos demonstram, porquanto são testemunhas oculares os que a descrevem nas suas fases todas e em todas as suas peripécias, e de tal sorte que, além de impossibilitarem qualquer dúvida a esse propósito, facultam à mais vulgar inteligência a possibilidade de imaginá-la sob seu verdadeiro aspecto, como toda gente imagina um país cuja pormenorizada descrição leia. Ora, a descrição da vida futura é tão circunstanciadamente feita, são tão racionais as condições, ditosas ou infortunadas, da existência dos que lá se encontram, quais eles próprios pintam, que cada um, aqui, a seu mau grado, reconhece e declara a si mesmo que não pode ser de outra forma, porquanto, assim sendo, patente fica a verdadeira justiça de Deus.



Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo. 112a edição. Capítulo 3. Livro eletrônico gratuito em http://www.febnet.org.br. Federação Espírita Brasileira, 1996.



Categoria: Estudo Espírita Sistematizado
Escrito por Grupo de Estudo Espirita às 08h40
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]